Veja o seu progresso geral.

Independentemente do treinador ou especialista com quem fala sobre treinos, há sempre uma sensação que se destaca: os treinos nunca serão lineares. É um ciclo com altos e baixos, à medida que a sua condição física melhora com o treino e diminui com lesões e com as coisas da vida. É nesses altos e baixos que é muito difícil parar e ver o panorama. São meses de treino e tantos esforços que acabamos por perder a conta. Mas mesmo assim, não temos a certeza se todo esse esforço é sinónimo de progresso. E se for, quanto é que se progrediu?

O Fitness era um mistério. Agora é um número.

Incluída na assinatura do Strava, o Fitness permite controlar o seu progresso, a cada dia. Pode ver o seu progresso geral e também em que parte do ciclo se encontra – se está num pico, em fase de manutenção ou em recuperação. Esta funcionalidade atribui uma pontuação ao seu fitness atual e compara com o mês anterior, há três meses, seis meses, um ano e dois anos. Assim, é super fácil ver o progresso dos seus treinos.

Como funciona?

Poderá reconhecer a linha de tendência do Fitness da funcionalidade da web para assinantes que se chamava Fitness & Freshness. Trouxemos a parte do Fitness para o seu telefone, para aceder sempre que quiser.

O Fitness utiliza dados do seu monitor de frequência cardíaca, medidor de potência ou da nossa nova ferramenta de Perceção do esforço, que mede a intensidade com que sente as suas atividades. Em seguida, contabiliza a duração do seu treino para atribuir uma pontuação de Padrão de esforço à atividade. O Fitness traça os dados ao longo do tempo, para mostrar a acumulação dos treinos. Desta forma, o Fitness consegue captar o acúmulo de fitness quando está num bom ritmo e também a perda do mesmo quando faz uma pausa nos treinos.

Nem sempre se trata de aumentar a pontuação de Fitness.

“Trabalhei com atletas que treinaram demasiado antes. Acontece sempre gradualmente e, quando se dão conta, já é tarde. Utilizar o Fitness e o Padrão de esforço em conjunto ajuda os atletas a perceber quando estão a treinar demasiado numa fase inicial”, explica a Dr.ª Meghan Roche, cientista, treinadora e ultra atleta da Team USA.

Ela tem razão. O treino excessivo acontece muitas vezes sem que os atletas se apercebam dos sinais de aviso. Pode aumentar gradualmente até de repente se sentir completamente de rastos – mesmo nos dias mais leves. Mas com o Padrão de esforço e o Fitness poderá controlar se tem estado a usar cargas de treino mais pesadas do que o normal nas últimas semanas. O Padrão de esforço mostra uma comparação dos treinos específicos com os treinos normais em termos de intensidade. Em seguida, o Fitness irá apresentar a acumulação de todos os treinos, durante meses. Se a sua tendência de Fitness estiver em subida e para a direita, o Padrão de esforço será também mais elevado do que nas semanas anteriores, é boa ideia pensar em tirar um dia para recuperar.

Uma vez que nem todos temos alguém como a Dr.ª Roche na marcação rápida, o Padrão de esforço e o Fitness em conjunto podem ajudar a saber quando precisa de uma semana mais calma, para evitar chegar ao redline.

Segue-se uma ilustração dos gráficos de Padrão de esforço e Fitness numa semana mais dura:

Se isto acontecer algumas vezes seguidas, é mesmo importante parar e pensar que precisa de recuperar.

Por outro lado, se estiver numa fase menos intensa, os seus gráficos ficarão mais parecidos com este:

Estas semanas são ideais para dar um descanso ao corpo, mas como o gráfico de Fitness indica, descansar sem voltar a treinar não o vai ajudar a manter-se em forma.

Sem dados de frequência cardíaca?

Não se preocupe. A Perceção de esforço pode substituir um monitor de frequência cardíaca para registar a forma como sente os seus esforços. Assim, mesmo nos dias em que não tem dados de frequência cardíaca, a funcionalidade Fitness consegue analisar e criar um gráfico do seu treino. A Perceção do esforço também é útil aos treinos, ajudando a estar mais consciente do seu corpo e não confiar tanto apenas em dados externos para medir o que sente.

“Muitos atletas têm dificuldade em quantificar a perceção da intensidade dos seus treinos e a Perceção de esforço pode ajudar a compreender o progresso e a ter em conta aquilo que sentem fisicamente,” explica a Dr.ª Meghan Roche.

É possível adicionar a Perceção de esforço aos treinos quando editar ou guardar uma atividade e selecionar se pretende utilizá-la ou usar os dados de frequência cardíaca, para tirar o máximo partido de funcionalidades como o Padrão de esforço e o Fitness. Se é ciclista, também pode usar o Fitness apenas com os dados de um medidor de potência na roda.

O trio de funcionalidades Fitness, Padrão de esforço e Perceção de esforço funcionam em sinergia para fornecer uma visão geral e completa do progresso dos seus treinos. A Perceção de esforço permite medir a intensidade como sente os seus esforços, sem utilizar um monitor de frequência cardíaca ou medidor de potência. Pode ver se está a esforçar-se demasiado ou se não está a esforçar-se o suficiente, de semana paara semana, tendo como referência o Padrão de esforço e depois utiliza o Fitness para compreender de forma global a totalidade dos seus treinos.

Estas funcionalidades funcionam em conjunto para perceber com exatidão como está a progredir – a curto e a longo prazo. Assim, poderá manter o seu progresso de fitness sob controlo, independentemente da sua posição na jornada. Pode começar a controlar já as suas melhorias com uma assinatura gratuita de 30 dias.

Aderir ao Strava gratuitamente:

By signing up for Strava, you agree to the Terms of Service. View our Privacy Policy.