As melhores fotos de 2017

Há algo que acontece quando duas pessoas estão lado a lado nos 400 metros finais, algo que surge entre as etapas do Tour e pode ser encontrado nos lugares mais remotos que os atletas ousam se aventurar. É o espírito humano, em estado bruto e sem filtros, de forma que só pode ser capturado quando o corpo está perto do seu limite. É o desejo de continuar explorando; para cima, para os lados, em qualquer direção que nos leve mais longe daquilo que nos é familiar. É assim que as pessoas se juntam quando estão mutuamente motivadas pelo mesmo desejo louco de impulsionar os seus corpos o mais distante e o mais rápido do que nunca antes.

Estas são as nossas fotos preferidas do ano passado — os cliques que capturaram esse espírito. Você provavelmente já as viu antes ou, se você tem sorte, já passou por algum momento em que vivenciou uma experiência parecida. Entre o início e o fim está uma multiplicidade de emoções que nos tornam atletas e essas imagens capturam isso melhor do que quaisquer outras.

Perseverança

"Tudo o que eu lembro é que eu estava tentando convencer os meus músculos a dar outro passo e eles só estavam me dizendo para eu me ferrar. O corpo e cérebro foram em disacordo totalmente. Eu nunca me senti assim em contradição como quando cheguei àquela parte do cume."" Foi assim que Adrian Ballinger sentiu-se diante do topo do Monte Everest. Mas a lembrança de sua tentativa fracassada no ano anterior motivou-o a continuar dando um passo de cada vez até que ele terminasse o que tinha começado – escalar o pico mais alto do mundo sem oxigênio suplementar.

Depois de uma hora do início, eu podia sentir o suor dos meus shorts encharcados escorrendo pelas minhas pernas... Mas com o pôr do sol somente às 9 horas da noite, preparei-me para um longo dia de sofrimento. Eu sabia que ele chegaria. Eu só não esperava que fosse começar tão cedo."" Quando James Poole partiu para atravessar a ilha de Maiorca em menos de 24 horas, ele sabia que ia encontrar altas temperaturas. Mas ele não sabia o quão quente ficaria. Assim como Ícaro, o herói da mitologia grega que voou muito perto do sol, James começou a queimar. Só que ao contrário de Ícaro, James sobreviveu.

Camaradagem

"Eu estava caindo naquele ponto. Eu estava acabada. Eu não tinha nenhuma força para lutar, e então ela chegou super enérgica e positiva. Ela simplesmente se sentou ao meu lado, conversamos e ela disse: 'Você não vai parar. Você não vai parar.' E ela continuou falando e então agarrou a minha mão e falou: 'Venha, você vai comigo no barco. Nós estamos indo para o barco.'"" Stephanie Case agarrou a mão de Kaci Lickteig na Western States 100 e as duas mandaram uma mensagem a qualquer pessoa que já tenha pensado em desistir: suba no barco!

Seis corredores partiram de Los Angeles para Las Vegas, cada um correndo de uma vez, durante todo o dia e toda a noite. Mas depois de 550 quilômetros vivendo juntos em um trailer, a sensação era de como se estivessem correndo todos juntos ao mesmo tempo.

</figcaption></figure></section></div>
</div>
	</div>
</div>
	</div>
		</div>
	</div>
</div>
<div class=

Aventura

"A cada viagem que fazemos, aprendemos a preocupar-nos um pouco menos sobre onde vamos dormir naquela noite ou o que acontecerá naquele dia, simplesmente seguimos pedalando e vemos o que acontece. Você tem que ser capaz de se deixar levar e assumir que tudo dará certo no final."" – Marion Shoote depois de sua viagem Bikepacking na cordilheira de Altai. Quer seja o parque atrás da sua casa ou as planícies da Mongólia, o esporte nos encoraja a explorar lugares que nunca teríamos nos aventurado antes.

Celebração

"Mesmo na descida final, eu não conseguia acreditar. Quase caí no chão, estava convencido de que tudo poderia acontecer."" – François d'Haene, depois de ganhar o Ultra-Trail du Mont Blanc. Seja após 5 ou 200 km, não há nada como realizar algo que você achava impossível.

"O meu recorde pessoal de milha era de quando eu tinha 14 anos. Eu corri na faculdade, nunca tinha conseguido quebrá-lo, mas finalmente, consegui hoje. Eu não estava esperando este RP. Cheguei lá tarde e na não me aqueci bem. Mas talvez isto era o que eu precisava para ficar relaxado."" – Stassja, Strava Mile Los Angeles

Embora cada história esportiva possa soar semelhante, os detalhes são tão variados quanto os atletas que competem. Publique a sua história no Strava e em outras redes sociais usando o hashtag #AthletesUnfiltered.

Participe do Strava gratuitamente:

By signing up for Strava, you agree to the Terms of Service. View our Privacy Policy.